Gordura Abdominal


Muita gente tenta se livrar dela por motivos estéticos, mas o problema não é exatamente esse.

Pança, pneuzinho, pochete, barriga de cerveja – os nomes variam, mas seu significado é o
mesmo: gordura abdominal.

O acúmulo na região do abdômen de gordura mais superficial, conhecida como subcutânea,
e a chamada visceral, que fica entre os órgãos, como fígado, pâncreas e intestinos, pode ser um risco à saúde.

A gordura visceral é mais ativa metabolicamente do que a subcutânea, indicam pesquisas, e a que mais
varia no corpo. Se você ganha peso, é esse tipo de gordura que se acumula primeiro. Se você perde,
é a primeira a diminuir.

Essa gordura abdominal pode surgir de três fatores específicos que são:

*Flacidez muscular por inatividade física;
*Problema de postura e inatividade física;
*Excesso de gordura e inatividade física.

Como pode perceber a inatividade física está em todos os itens.
Manter uma rotina de exercícios físicos é fundamental para melhorar esse problema de gordura abdominal,
Além da flacidez muscular e desvio de coluna.

Abdômen fraco ou flácido

Quando as paredes do abdômen estão fracas, elas acabam não dando uma boa sustentação aos órgãos internos e estes
irão se projetar para frente.

Quando você fortalece essa musculatura com exercícios abdominais, manterá a posição correta da parede.

Problemas na postura

Outro problema é a Hiperlordose que é um desvio da coluna que faz o abdômen se projetar para frente, para resolver
esse problema é necessário trabalhar as regiões superiores e inferiores dos músculos reto abdominal e oblíquos.

Quando há um excesso de curvatura na lombar (Hiperlordose) você parece ter mais barriga do realmente tem, pois a barriga é projetada para
frente, com isso ela fica mais saliente.

Esse problema de postura é mais comum entre as mulheres, que ocasionam esse problema por empinarem o bumbum.

O uso do salto alto também agrava o problema, deixando a região da lombar hipertrofiada e a abdominal fraca.
As pessoas com esse problema devem trabalhar os músculos abdominais e sempre alongara a lombar, além de corrigir sempre a postura.

Uma boa opção para quem sofre com a postura é fazer seções de RPG (Reeducação Postural Global).

Como Evitar o Aumento da Gordura Abdominal

A união da falta de exercícios físicos com uma má alimentação repleta de alimentos calóricos que não são queimados,
só poderá trazer acúmulo de gordura para a região abdominal.

Os fatores genéticos também levam a um excesso de gordura localizada principalmente na barriga, quadris e coxas.

Entenda que do total da gordura que encontramos em nosso corpo, 50% está debaixo da pele e o resto está nas outras regiões

Sendo que 30% disso está no abdômen, coxas e quadris. As mulheres têm de 8% a 10% mais gorduras que os homens.

Doenças

A gordura acumulada pode causar diabetes, alteração da gordura no sangue
(HDL, colesterol bom, LDL, colesterol mai e triglicérides aumentado) e hipertensão arterial, que aumenta o
risco de derrame e infarto.

Combate

Para o combate a gordura abdominal é preciso aliar a boa alimentação com os exercícios físicos constantes.

A boa alimentação deve ser feita com alimentos saudáveis e integrais, além de muita hidratação e comer sempre de 3 em 3 horas para manter o metabolismo acelerado.

Os exercícios físicos devem ser feitos pelo menos 4 vezes na semana, sendo o ideal para quem quer ter uma barriga invejável, 6 treinos na semana.

Estudos mostram que exercícios de alta intensidade e curta duração são os mais eficientes para secar gordura abdominal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *