20 causas da queda capilar e tratamento eficaz

excesso de vitaminas

Queda capilar é um problema que assola não só os homens, mas também as mulheres.

Cada vez mais a procura por tratamentos tem crescido.

Vamos mostrar para você agora quais são as 20 causas da perda de cabelo, incluindo homens e mulheres, e os tratamentos mais indicados. Nos acompanhe.

Queda capilar: quais são as causas?

  1. Alopecia androgenética

A hereditariedade é uma das principais e mais conhecidas causas da queda de cabelo que afeta tanto homens como mulheres.

O cabelo começa a ficar ralo e fino. Nos homens a fase inicial começa afetando, na grande maioria, a parte da frente e da coroa. Já nas mulheres a parte da frente não costuma ser acometida, começando a cair apenas no centro e vai se expandindo.

  1. Envelhecimento

Independente da genética, a partir dos 50 anos, mesmo com a saúde em pleno vigor homens e mulheres tem seus fios afinados nessa fase da vida.

  1. Doenças do couro cabeludo

Uma das causas da queda de cabelo são as doenças do couro cabeludo que incluem principalmente:

Dermatite na pele
  • Dermatite Seborreica: Mais conhecida como seborreia, trata-se do excesso de oleosidade no couro cabeludo que culmina no entupimento dos bulbos capilares (raiz do cabelo), com inflamação de toda a área da cabeça, coceira, vermelhidão e descamação amarelada.
  • Caspa: Diferente da anterior, a caspa é o ressecamento do couro cabeludo, é contagiosa e sua característica principal são as descamações brancas e coceira intensa.
  • Psoríase: É confundida também com a seborreia, mas suas feridas no couro cabeludo em forma de enormes cascas são bem características. A causa é genética.

Existem outras doenças mais raras que atacam o couro cabeludo e que também causam a queda dos fios. É bom ficar atento, e ao sinal de qualquer um desses sintomas procure um especialista.

  1. Coloração e alisamentos químicos

Além de ser uma das causas da queda das madeixas, através da agressão de produtos químicos no cabelo, é também a causa da caspa e dermatite seborreica na maioria das vezes.

Dentre os produtos químicos de maior agressão ao couro cabeludo estão:

  • tinturas
  • formol
  • neutralizantes
  • alisantes
  • relaxantes
  1. Mal enxágue, condicionador e finalizadores

Não só os produtos químicos mais fortes agridem o cabelo. Por mais que se tenha os cabelos naturais, uma lavagem às pressas, deixando resíduos de shampoo, pode causar caspa, seborreia e o pior, a queda dos cabelos.

Homens fiquem atentos. O condicionador só deve ser usado em cabelos com comprimento acima de 5 centímetros. E mesmo assim a forma de aplicá-lo deve ser em quantidade mínima, pincelando com os dedos. Somente assim conseguirão evitar a queda causada por esse produto.

Tanto os condicionadores quanto os cremes, se aplicados na raiz, amolecem o bulbo capilar fazendo este se soltar com muita facilidade. Vale também para o acúmulo de resíduos desses produtos na raiz.

Os sprays fixadores também precisam de cuidados ao aplicá-los. Eles possuem enorme quantidade de álcool em sua composição, causando o ressecamento dos fios. E quando aplicados na raiz, podem causar as doenças mencionadas acima, assim como a queda.

  1. Escovar os cabelos (brushing)
escova pode enfraquecer o cabelo

O puxa-puxa da escova, na hora de escovar as madeixas, além de arrebentar os fios pode acelerar o processo de queda.

Além disso, a alta temperatura dos secadores, por si só, danifica o fio e enfraquece o bulbo capilar.

  1. Penteados apertados

Seja um rabo de cavalo, tranças raiz ou os famosos dreads, os penteados apertados acabam enfraquecendo a raiz do cabelo, fazendo os fios se soltarem com o tempo.

  1. Tricotilomania

Falando em apertar, o hábito de puxar e arrancar os cabelos para aliviar a tensão do dia a dia pode ser irreversível.

Um acompanhamento psicológico pode ser necessário para eliminar a mania.

  1. Stress emocional

Um dos fatores que contribuem para a queda e podem ocasionar a tricotilomania é o stress.

Os sintomas vão de esgotamento mental, irritabilidade até tonturas e formigamento na cabeça.

Mas um agravante é a depressão junto da ansiedade, que acabam reduzindo a imunidade e isso, por si só, já é uma causa da queda dos cabelos.

  1. Anorexia e dietas agressivas
dieta exagerada pode causar perda capilar

A falta de apetite e obsessão em emagrecer pode causar sérios danos à saúde.

Com a escassez de comida, um dos primeiros a sentir o efeito da falta de alimentos é o cabelo.

Nosso organismo considera o cabelo uma parte do corpo de menor importância para se manter, e usa os nutrientes que o estão alimentando em outras áreas do nosso corpo mais necessitadas. Dessa forma ocorre a queda de cabelos nesses casos.

  1. Anemia

Por ano mais de 2 milhões de casos dessa doença são registrados no Brasil.

A deficiência de ferro característica da doença pode causar palidez, fadiga, falta de ar, tonturas e a queda capilar.

  1. Deficiência de proteínas

As proteínas são a principal fonte de alimento dos seres humanos. Há quem não come carne, mas a substitui por outros alimentos ricos no nutriente, como nozes, soja, brócolis, dentre outros.

Outro fato é que na proteína contém cisteína, um aminoácido que auxilia no crescimento de unhas e cabelos fortes.

Por isso a falta de proteína no corpo tem a queda de cabelo como um dos 3 principais sintomas, além de dor muscular e fadiga.

  1. Falta de vitaminas e minerais

Algumas vitaminas e minerais são essenciais para a saúde capilar.

Dentre elas estão a vitamina A, B7 (biotina), b12 e o zinco.

Esses nutrientes são encontrados nos ovos, peixes, carnes e vegetais, podendo ser manipulados em cápsulas para a suplementação.

  1. Excesso de vitaminas
excesso de vitaminas

Assim como a falta, o excesso de vitaminas também é prejudicial, ocasionando em toxicidade para o nosso organismo, podendo levar ainda a queda capilar.

Dificilmente uma pessoa chega ao excesso de vitaminas mantendo uma alimentação normal.

A atenção aqui deve ser em relação ao uso de suplementos vitamínicos. No mercado convencional (drogarias e lojas de suplementos para atletas), existem suplementos com a quantidade de 300% do uso necessário de determinadas vitaminas por dia. Ou seja, três vezes mais.

Antes da compra de suplementos, você deve ficar atento a quantidade diária recomendada de cada um, em especial vitaminas A e do complexo B, observando os rótulos para ter certeza de que a soma dos nutrientes ingeridos não excederá o necessário.

  1. Excesso de testosterona (hormônio masculino)

E por falar em atletas. O uso de anabolizantes e aplicação de testosterona, causam calvície ou a queda total dos fios.

Esse fato já é bastante conhecido dos adeptos das academias, sendo um fator decisivo para muitos optarem por um resultado mais progressivo, apenas com os treinos.

Há também uma produção maior desse hormônio no organismo de pessoas obesas e portadoras da doença do ovário policístico, fazendo com que também sofram com a queda de seus cabelos.

O que acontece é que o excesso de testosterona sofre a ação de uma enzima no couro cabeludo, provocando a queda.

  1. Pílulas anticoncepcionais e hormônios femininos

Não apenas os hormônios masculinos eliminam os fios, os hormônios femininos também causam a queda capilar.

Seja com o uso das pílulas anticoncepcionais, menopausa ou gravidez, a alteração do equilíbrio hormonal afina os fios e as madeixas podem ralear.

  1. Hipotireoidismo

Outra alteração hormonal causadora da queda dos cabelos é o hipotireoidismo.

A doença consiste na deficiência dos hormônios da tireoide. Tem como sintomas o ganho de peso, friagem, fadiga e a perda de cabelo.

  1. Doença renal crônica

A doença renal crônica é o acúmulo de resíduos nos rins. Algumas pessoas são assintomáticas, não sentindo nada, mas acabam descobrindo o problema por exames laboratoriais.

O tratamento consiste no uso de máquinas para a filtragem do sangue. Com o tempo o organismo da pessoa acaba enfraquecendo e um dos sintomas é a perda capilar.

  1. Efeitos colaterais de remédios
pilulas anticoncepcionais

Antidepressivos, remédios para a diabetes, dentre outros, apresentam inúmeros efeitos colaterais. Com o tempo de uso a maioria desses efeitos adversos incluem a queda dos cabelos.

Tratamentos mais agressivos que utilizam de radiação como a quimioterapia também causam esse efeito colateral, porém de forma repentina e abrupta.

  1. Imunidade baixa

Algumas doenças como o lúpus, aids e stress causam baixa na imunidade do organismo sendo, a perda capilar, um dos muitos prejuízos.

Tratamentos para queda capilar

Existem tratamentos de uso tópico e oral. Veja a seguir.

Tratamento com Minoxidil

Minoxidil é o tratamento mais eficaz para reverter a queda de cabelos. Seu uso é de aplicação tópica nos locais mais afetados do couro cabeludo.

Sua fórmula age regenerando os fios, ou seja, os fios enfraquecidos são eliminados, surgindo novos fios mais fortes e saudáveis, deixando os cabelos encorpados na região antes afetada.

O produto também tem sido utilizado em larga escala para o crescimento de pelos faciais e peitoral, tendo sido comprovada sua eficácia também para esses fins.

A porcentagem mais comum indicada do componente na fórmula é de 5%.

Suplementação de vitaminas e aminoácidos essenciais para a saúde capilar

Como citado nas causas da queda, o aminoácido cisteína presente nas proteínas da carne, vegetais e leguminosos, também pode auxiliar no crescimento dos fios.

Mesmo que sua alimentação inclua esses alimentos, talvez a quantidade absorvida pelo seu organismo não seja a necessária para manter os fios saudáveis.

Cisteína pode ser ingerida em cápsulas como forma de suplementação. No geral, 300 mg do composto ao dia já são suficientes para o crescimento e manutenção de cabelos firmes.

Além disso, a biotina (vitamina b7) também é essencial na saúde capilar. É o nutriente responsável por fabricar a queratina (proteína responsável pela estrutura forte dos cabelos).

Sua suplementação também pode ser feita em cápsulas, com recomendação de 5 mg diárias.

Queda capilar: onde encontrar os melhores produtos?

Tanto Minoxidil, quanto biotina e cisteína podem ser manipulados em laboratórios e farmácias de manipulação. Veja aqui o preço do minoxidil.

Você pode optar por uma fórmula com acréscimo de outros componentes de sua preferência ou indicação médica, assim como também optar pela forma mais pura de cada componente.

É importante ressaltar que quanto mais cedo a queda capilar for identificada, mais eficaz é o tratamento de reversão e fortalecimento dos fios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *