Remédio para verruga HPV, Proteção e Tratamento

hpv papiloma virus humano

Você sabia que toda verruga é HPV, o vírus papiloma humano? Quer entender melhor o que é e qual o melhor remédio para verruga HPV?

Neste artigo você encontrará mais informações sobre este caroço que pode aparecer na pele ou genital que sofreu contaminação.

E ainda, entenda quais são os tipos de HPV. Entre os vírus, alguns dão verrugas e outros podem causar câncer.

Quer saber como se proteger e qual é o tratamento adequado? Descubra tudo aqui!

O que é verruga HPV?

Remédio para verruga HPV

A verruga HPV é uma proeminência na pele, ou seja, um pequeno caroço causado pelo papilomavírus humano. Pode acontecer em várias partes da pele ou em mucosas como o HPV genital.

As verrugas são tumores benignos de pele, embora, alguns tipos de HPV possam provocar um tumor maligno, ou seja, câncer.

Para deixar claro, os tipos de vírus hpv mais cancerígenos não são os mesmos que provocam as verrugas genitais.

O papilomavírus provoca o crescimento anormal da pele, mais especificamente, da epiderme, a camada mais superficial.

Por este motivo, que surgem as verrugas na pele ou mucosas. Em outros locais, o crescimento anormal pode transformar-se em células cancerígenas.

A transmissão do vírus acontece por meio do contato direto com pessoa ou objeto infectado. Para haver infecção, é necessário ter uma pequena ferida ou fissura na pele ou mucosa.

Por este motivo, é mais comum existir verruga HPV em áreas que se costuma ter algum trauma como cotovelo, mãos e pés.

Além de ser transmitida sexualmente, ou seja, enquadra-se em uma doença sexualmente transmissível (DST).

A verruga genital ou no ânus é conhecida como crista de galo por conta de sua aparência.

Pode ter vários tamanhos e formas e ser única ou aparecerem verrugas múltiplas. Algumas são achatadas enquanto outras são mais duras e altas.

Normalmente, a crista de galo não causa nenhum sintoma, mas é possível sentir coceira no local. Em geral, este tipo de verruga HPV é provocada pelos papilomavírus que não causam câncer.

As verrugas HPV costumam aparecer quando a imunidade está baixa, já que o sistema imunológico do organismo normalmente pode combater o papiloma.

Além disso, é comum que o HPV apareça em grávidas, ou ainda, que as verrugas genitais piorem na gestação.

Quais são os tipos de HPV?

Existem mais de 150 tipos de HPV, sendo alguns mais graves, pois estão relacionados ao câncer.

Outros, causam as verrugas, mas não são graves. Normalmente, o HPV é transitório e é curado.

O tumor cancerígeno aparece em mulheres que tiveram infecção persistente e por subtipos que podem levar ao surgimento do tumor.

É preciso ter tido HPV para desenvolver estes tipos de câncer, mas nem todo HPV vai se tornar câncer.

As verrugas são lesões visíveis causadas pelo HPV com baixo risco de câncer. O vírus também pode provocar lesões subclínicas, que não podem ser vistas à olho nu.

Estas são causadas por tipos de HPV com alto e baixo risco para câncer.

O HPV-16 e HPV-18 são tipos de HPV mais associados à tumores malignos. Correspondem a 70% dos cânceres cervicais uterinos, ou seja, no colo do útero, que é o principal associado ao papiloma humano. 

Além de útero, existem outros locais do corpo que podem ser acometidos por câncer causado pelas lesões do HPV.

São vagina, vulva, ânus, pênis, boca e orofaringe. No entanto, vale dizer que o HPV-6 e 11, encontrados em 90% das verrugas genitais e papilomas na laringe não são considerados cancerígenos.

O olho de peixe também é um tipo de HPV. É causado pelos subtipos 1, 4 ou 63.

Também conhecido como verruga plantar, esta verruga HPV aparece na sola do pé e pode ser confundida com um calo.

Por conta de pressão sob a sola dos pés, a protuberância vai entrando na pele e pode causar muita dor.

Como se proteger do HPV?

A vacina é a melhor maneira para se proteger do HPV e tem eficácia e segurança comprovadas.

Vale lembrar que a vacina não mata o vírus ou infecção já existente, e sim, impede a contaminação.

Como existem mais de cem tipos de HPV, a vacina cobre apenas contra alguns deles. A vacina bivalente protege contra os tipos de HPV-16 e 18 para proteger de câncer do colo do útero.

Já a vacina quadrivalente também protege contra HPV 6 e 11, dois tipos de papiloma humano que estão associados às verrugas genitais.

O foco da vacinação são as meninas pré-adolescentes, que ainda não começaram a vida sexual.

O preservativo é outro aliado para se proteger do HPV diminuindo bastante as chances de infecção.

No entanto, pode não proteger completamente, pois não cobre toda a área genital, mas somente o pênis. Neste caso, a camisinha feminina ganha em proteção quando o assunto é papiloma vírus.

Outras recomendações básicas de higiene como lavar as mãos frequentemente também contribuem para evitar a contaminação.

Evitar compartilhar objetos pessoais também reduz o risco de obter o vírus. E ainda, fortalecer o sistema imunológico também é importante.

Além disso, é essencial que exames sejam realizados regularmente. Para as mulheres, o Papanicolau, que analisa o colo do útero é fundamental para evitar lesões cancerígenas.

É importante sempre avaliar para ver se encontra alguma infecção por HPV e tratar para não evoluir para câncer.

Vale dizer que o vírus papiloma humano é muito comum e provavelmente quase toda mulher e homem irá se contaminar uma vez na vida. Muitas vezes, o organismo cura sozinho.

Tratamento para HPV

Em mulheres, principalmente adolescentes, a maioria das infecções pelo HPV são resolvidas espontaneamente.

O próprio organismo bota o sistema imunológico para trabalhar e em até dois anos o HPV é curado.

Ainda assim, não pode descuidar, pois alguns tipos, se não tratados, causam câncer. Os principais remédios para verruga HPV são pomadas contendo as substâncias ativas podofilotoxina e/ou imiquimode.

Ácidos e cirurgias também são usados no tratamento para HPV.

No entanto, vale dizer que cada verruga tem o remédio para HPV mais indicado. Portanto, é super importante consultar um médico sempre para avaliar qual é remédio apropriado.

As verrugas genitais e no ânus são mais difíceis de serem tratadas. Muitas vezes, o uso de remédio para HPV não basta e requer procedimentos cirúrgicos. Se você conseguiu aprender um pouco sobre verrugas, HPV e como prevenir e tratar esta doença viral, comente aqui. E não deixe de compartilhar este e outros conteúdos relacionados à saúde para ajudar outras pessoas.

PRODUTOS DE MERCADO

Existem produtos que podem ser usados no tratamento de Verrugas HPV. A Podofilina é um dos mais indicados. Caso seu médico a tenha receitado você poderá encomendar em farmácias de manipulação. Você pode fazer um pedido pelo telefone (WhatsApp) (31) 98808-0821.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *