12 mitos e verdades sobre pedra nos rins

leite

Veja aqui mitos e verdades sobre pedra nos rins. As pedras nos rins podem também ser chamadas de cálculo renal. Essas pedras causam muito desconforto na hora de urinar e em casos mais graves, cólicas fortes que necessitam até de internação.

Muitos fatores podem contribuir com isso e muitos podem fazer com que as temidas pedras sejam evitadas, como por exemplo, ingerir pelo menos 2 litros de água por dia e uma alimentação saudável e equilibrada.

Um remédio para cálculo renal, o pó dissolvente, que tem origem francesa realmente tem feito a diferença em pacientes com pedra nos rins.

Apesar disso, muitas pessoas se confundem na hora de se informar sobre o assunto e podem cair em certas armadilhas.

Existem mitos e verdades sobre pedras nos rins que precisam ser esclarecidos para que ninguém se engane e prejudique sua saúde.

 

Quais são os mitos e verdades sobre pedras nos rins?

É importante ter todas as informações sobre o assunto e não “engolir” tudo que ouve por aí. Muitas pessoas tem o hábito de deduzir algo e espalhar como se fosse notícia.

É necessário estar atento a indicações e conselhos de especialistas e sempre que sentir algum desconforto ou perceber que há algo de errado, procurar um médico para checar se existe algum problema.

Para ajudá-lo a diferenciar mitos e verdades sobre pedras nos rins, veja abaixo algumas respostas.

 

  1. Tomar bastante água ajuda a expelir as pedras nos rins.

home bebendo agua

Verdade. A ingestão de líquidos é recomendada para expelir as pedras até 7mm ou em alguns casos raros até 9mm. Isso porque as pedras menores saem no xixi e quanto mais líquido o paciente tomar, mais rápido e menos doloroso é o processo.

 

  1. O leite pode provocar cálculo renal.

leite

Mito. Por conter cálcio, o leite e derivados podem contribuir para evitar a formação de cálculo renal. Sendo assim, não é necessário deixar de tomar leite para evitar ou diminuir cálculo renal.

 

  1. Beber álcool em excesso pode causar pedras nos rins.

bebida alcolica

 Verdade. O consumo em excesso de álcool pode ocasionar pedras nos rins porque diminui o metabolismo do ácido úrico. Porém, essa não é a causa principal e, sendo assim não adianta simplesmente evitar o álcool e não se hidratar corretamente.

 

  1. O verão pode contribuir para o aumento de pedras nos rins.

 Verdade. O corpo precisa de hidratação e, no calor é mais provável que haja perda significativa de líquido através do suor. Sendo assim, é necessário se hidratar muito para repor essa perda. Caso o indivíduo não se hidrate o suficiente, tem muito mais chances de desenvolver cálculos renais.

 

  1. Segurar o xixi contribui para desenvolver pedras nos rins.

 Verdade. Segurar a vontade de ir ao banheiro é prejudicial e não só pode causar pedras nos rins, como também desenvolver algo mais grave como infecção urinária. É importante se hidratar e ir ao banheiro toda vez que tiver vontade.

 

  1. Comer sementes de frutas causam pedras nos rins.

 Mito. Para muitas pessoas, as sementes das frutas causam as pedras, mas isso não é verdade. O que devem ser cortados do cardápio são alimentos com excesso de sal por causa do ácido úrico.

 

  1. A genética é um dos fatores que causam pedras nos rins.

 Verdade. Infelizmente esse fator é verídico e quando há pessoas próximas na família que tenham passado por isso, é mais provável que o indivíduo também passe. É importante ficar atento se tiver algum sintoma.

 

  1. Exercícios físicos ajudam a evitar pedras nos rins.

 Mito. Na verdade os exercícios físicos não estão associados com pedras nos rins. O que pode acontecer é que se exercitar sem se hidratar ou se alimentar corretamente, possa causar o cálculo devido à falta de hidratação no corpo.

O ideal é fazer exercícios, pois é benéfico à saúde, além de se hidratar e se alimentar corretamente para ter uma vida saudável.

 

  1. O chá de quebra-pedra pode curar pedras nos rins.

 Depende. O chá é uma forma natural de contribuir para expelir as pedras nos rins. Em muitos casos, ele pode ser usado evitando assim, tomar um remédio anti-inflamatório ou analgésico, mas isso depende da condição de cada paciente. Cada caso é um caso, é importante ser avaliado por um especialista e ter certeza que as pedras saíram realmente antes de se autodiagnosticar curado.

 

  1. Urina com sangue é sinal de pedras nos rins.

 Verdade. Esse é um dos mitos e verdades sobre pedras nos rins mais importantes de se esclarecer. Muitas pessoas encontram sangue na urina e podem não correr para o hospital porque não está sentindo dor e deixa para depois. Mas é de extrema importância procurar atendimento médico assim que o fato ocorre.

 

  1. Se não cuidar das pedras nos rins podem virar câncer.

 Mito. Essas, são doenças distintas e um fator não tem ligação com outro. Pode haver câncer na mesma região, mas não por conta das pedras nos rins.

 

  1. A cólica de pedras nos rins é muito parecida com a dor de um parto.

 Depende. É difícil medir a dor que cada pessoa sente. Cada organismo suporta um tipo de dor e, muitas pessoas relatam que a dor de cólicas causadas pelas pedras nos rins são de fato insuportáveis.

O ideal é evitar para que não seja necessário sentir essa dor.

Os rins são órgãos que trabalham muito em nosso corpo e um dos mais importantes. São eles que filtram o sangue e retiram toda a sujeira e resíduos para que o sangue volte limpo e puro.

A melhor forma de evitar uma doença, é se cuidando e fazendo a sua parte para que isso não aconteça.

No caso das pedras nos rins, existem várias coisas que cada um pode fazer para evitar isso e as principais são, a hidratação com bastante água e sucos cítricos e a alimentação saudável.

Caso não seja possível evitar e os sintomas apareçam, o melhor a se fazer é procurar um especialista o mais rápido possível para que ele avalie e indique uma medicação ou melhor tratamento.

Na maioria dos casos, não é necessário que o paciente passe por uma cirurgia e ele consegue se cuidar em casa mesmo.

É importante seguir todas as orientações do médico e evitar que as pedras nos rins evoluam para um caso mais grave, como a perda do rim afetado.

Filtre todas as informações e procure ajuda sempre que notar que algo não está certo.

Clique no botão abaixo para conhecer o remedio para calculo renal que está fazendo a diferença para centenas de Brasileiros:

Compre remedio para calculo renal